3.09.2009

O sabor da liberdade



Hoje o papo é um pouco mais sério do que de costume.
Tudo isso, porque eu fico doente de ver como as pessoas (no geral, claro...) são extremamente inseguras e acomodadas quando se trata de tomar atitudes que vão mudar pra melhor as suas próprias vidas.

O que mais me deixa puto é o papinho com requintes de melodrama mexicano classe B, tipo:

- “Ai... eu num sei mais o que eu faço!”
(Sabe sim! Só num tem “colhão” pra fazer!)

Ou então:
- “Num sei por que essas coisas acontecem comigo...”
(Porque você deixa! Respondido?)

Meu Deus! Será que é tão conveniente se acomodar com os nossos medos ou inseguranças? É tão mais fácil simplesmente aceitar as coisas como são e fazer de conta que está tudo bem, quando na verdade não está? E é ainda mais “piece of cake”, como dizem os americanos, se contentar com todo e qualquer tipo de situação, pura e simplesmente pra não precisar mexer um músculo sequer numa nova direção?
Se as respostas pra todas essas perguntas forem sim, a coisa tá feia! É hora de agir. E rápido!

Tenho visto com muita atenção e preocupação, pessoas muito próximas a mim, gente de quem eu gosto muito, e a quem dou um valor tão grande, abrirem mão de sua paz de espírito apenas por medo de dar um passo à frente, ou, na maioria dos casos vezes, voltar um passo atrás e desfazer uma determinada situação.

Sabe, a gente é capaz de se mexer na vida por muitas coisas. Emprego, bom salário, carro do ano, casa, amizades, amores, status, viagens, mas não é capaz de se empenhar com a mesma dedicação em lutar pelo que é mais importante e sem o qual, nada, absolutamente, nada mais tem sentido: nós mesmos.

Cada dia que passa, eu chego à conclusão de que só existem duas coisas para gente realmente se preocupar:

1-Buscar sempre a nossa felicidade sem deixarmos de ser verdadeiros conosco e com os outros

2-Compreender e aceitar sempre a busca do outro pela sua própria felicidade.

Parece um pensamento antagônico, já que o primeiro tende ao egoísmo e o segundo ao altruísmo. Mas a vida se completa assim mesmo, mas contradições, na dialética, no eu e no outro.

Mas a lógica é mais simples do que parece. Pensar primeiro em você, de forma a te fazer dar tanto valor à liberdade, que você será capaz de dar liberdade e respeitar da mesma forma a busca pela liberdade de todos os demais.

Isso liberta. Faz a gente ser capaz de agir e ao mesmo tempo aceitar. Em outras palavras, ninguém precisa ter receio de dizer o que precisa ser dito, fazer o que precisa ser feito, entender o que precisa ser entendido, porque o inverso vai funcionar da mesma forma, com você também.

Então, queridos. Falem que amam, ou que não amam mais. Falem que desejam, ou não desejam mais. Dêem a si mesmos e aos outros a chance de ser felizes. Porque a felicidade não existe sem a verdade. Sem a verdade, toda e qualquer felicidade é efêmera, passageira, ilusória.

Pra terminar, música que complementa o papo e faz a gente pensar um pouco:

Things will go my way (The Calling)

I came to tell you how it all began
(Eu vim para te falar como tudo isso começou)
nothing seems to work out right, i'm broken down again
(nada parece funcionar direio e eu estou pra baixo de novo)
so hold me now and say it's not forever
(então me abrace e diga que não é para sempre)
'cos maybe someday in time
(porque, talvez, algum dia no tempo)
things will go my way
(as coisas serão do meu jeito)

i've pushed to get through the crowds of twisted souls
(eu lutei para atravessar as multidões de almas perdidas)
well just to find i'm right back here
(apenas para descobrir que eu estou de volta aqui)
doing what i'm told
(fazendo o que me mandam fazer)

so take my hand
(então segure minha mão)
don't let me surrender
(não deixe eu me render)
'cos maybe someday
(porque, talvez, algum dia no tempo)
things will go my way
(as coisas serão do meu jeito)

from all the lies i've tasted
(de todas as mentiras que experimentei)
just looking for the truth
(apenas procurando pela verdade)
to all the dreams i'm chasing
(de todos os sonhos que eu busco)
what am I to do?
(o que eu devo fazer?)
when everything's against me
(quando tudo está contra mim)
the answers are all wrong
(quando as respostas estão todas erradas)
hoping that I find out it was worth it all along
(esperando que eu descubra que valeu tudo a pena)

so take my hand
(então segure minha mão)
don't let me surrender
(não deixe eu me render)
'cos maybe someday
(porque, talvez, algum dia no tempo)
things will go my way
(as coisas serão do meu jeito)

6 comentários:

  1. Sensacional!!
    Vê se não demora taaaanto tempo mais pra escrever, adoooro as coisas que vc escreve!
    Super beijo!

    ResponderExcluir
  2. Pimenta12:39 PM

    A carapuça serviu.
    No meu modo de ser pensar em si mesmo é mais difícil que pensar no outro.
    Só não serviu a parte de "papinho de melodrama mexicano classe B".
    Texto direto e sem ambiguidade.Li uma vez e não me veio idéias mirabolantes para comentar, este foi feito para apenas escutar (ler).
    E não se esqueça: a demora aumenta a ansiedade e reforça a "máxima" de que os homens mentem.
    Bjo

    ResponderExcluir
  3. Darley Pinheiro12:46 PM

    Não consigo expressar em palavras o q senti qdo li o texto. Vc simplesmente é f.... demora pra escrever, mas qdo o faz sacode a galera.

    Beijú Grande.

    ResponderExcluir
  4. Camilla, obrigado por ler o texto. É engraçado como quando a gente escreve não tem a menor noção do quanto nossas palavras podem ser úteis pras pessoas. Bjão.

    Pepper... (Gostou? Em inglês, agora) é o seguinte: o teu comentário como sempre acaba de me dar a idéia pro mais novo post. Dessa vez, prometo que não vou demorar pra escrever. Vou tentar mostrar que a mentira,longe de ser uma exclusividade masculina, é um recurso recorrente e inerente ao ser humano. Me aguarde! Heheheh. Bjos.

    Darley... fico muito feliz com o "sacode a galera"... nem sempre é essa a idéia, mas às vezes funciona. Bjus.

    ResponderExcluir
  5. Aline Mirella5:26 PM

    NooOOOooSSaaaaa eu não sabia desse seu lado "Escritor" ... =) Meu Deus, esse garoto foi feito "Perfeitinhu" =)... NoSSa lendo isso aq passou tanta coisa na minha cabeça. --> me fez refletir <--.
    Garoto sou sua Fã ...

    Bjuxxx

    ResponderExcluir
  6. Pimenta10:35 AM

    "Tu te tornas responsável por aquilo que cativas"

    Bem feito, a culpa é sua.
    Esperando ...

    ResponderExcluir