11.24.2005

Cartinha ao Ministério de Assuntos do Coração

Prezado Sr. Cupido,

Tá bom, eu admito. Eu sei que faz um tempão que venho enchendo o seu saco diariamente. Reconheço que não sou uma pessoa com o caso mais fácil de resolver, e que sou tão exigente e detalhista que chego faze-lo perder a paciência. Forcei a barra um milhão de vezes pra ser atendido logo, mas no fundo eu sabia que o senhor, sendo um funcionário público, tem que cuidar de muita gente que pegou senha muito antes de mim. Peço que me desculpe a intransigência, mas é que nascendo no Brasil, a gente se acostuma mal e acha que consegue resolver as coisas sempre da maneira mais, fácil e rápida possível. O tal to jeitinho brasileiro.

Devo ter torrado os meus créditos com o senhor quando o incomodava até nas suas horas de folga. Nem feriado eu respeitei. Lembro que fiquei bastante transtornado quando recebi a notícia de que as flechas haviam acabado e o senhor estava aguardando a Receita liberar o contêiner com o novo carregamento. Foram dias de angústia. E eu me revoltei porque sei que essa burocracia sempre atrapalha o encaminhamento do processo. Outra vez, foi quando seu grau de miopia aumentou, o senhor se lembra? Flechou um monte de gente errada e me trouxe muita complicação e raiva por causa disso. Tá, eu passei da conta mesmo. Não devia tê-lo chamado de “cegueta-alado”.

Ai, ai. E ainda teve até aquela vez que o senhor me ligou pro celular de madrugada, dizendo que tinha resolvido o caso, mas uma semana depois descobriu que tinha errado o sobrenome. Fui ao máximo da minha ira. E desejei profundamente que o senhor fosse pra um lugar bem distante (que eu prefiro não pronunciar aqui, mas que todo mundo sabe qual é...) e desaparecesse pra nunca mais voltar.

Por todo esse meu comportamento lamentável eu venho aqui de público, humildemente, pedir o seu perdão e também uma outra coisa... Será que dava pra aliviar? Precisava descontar tudo o que fiz de uma vez só? Será que não é muito revanchismo de sua parte, não? Acho que essa flecha que o senhor disparou, está com algum tipo de upgrade. Num é possível! Andou colocando alguma coisa a mais, foi?

Agora, por sua causa, eu não presto atenção em nada, só nela. Tenho tentado trabalhar e só penso em estar com ela. Por onde eu ando, há sol. Tudo o que vejo, tem flores. Meu telefone só liga pra ela. O perfume dela não sai de jeito nenhum do meu corpo. Fecho os olhos e adivinha quem me vem na cabeça? Ela. Conto cada segundo do dia pra estar com ela. Acordo pensando, durmo pensando, e ainda sonho com ela! As coisas só têm graça quando estou com ela. Nem consigo me despedir quando estou com ela, porque tenho vontade de ficar abraçado, beijando-a até de manhã. Toda música que escuto, me lembra dela. Vivo sem fome. Viajo nos meus pensamentos por ela. Pra todo mundo, eu só falo dela. Praticamente não existo mais se ela não está comigo.

Mas ainda tem o pior de tudo...
Eu nunca estive tão feliz nos últimos tempos.


Sendo assim, obrigado por tudo e desculpa qualquer coisa...





PS: Se tirar ela de mim, corto tuas asas e te faço comer flecha por flecha! Brincadeirinha... Rsrsrsrsrsrs....

5 comentários:

  1. hahahahh vc tem um otimo senso de humor!!! nossaaaaaa kem eh ela???
    deve ta te fazendo muito bem n eh??
    so sei que quando vc publicar seu livro quero um e autografado!!! ta??
    bjux!!!

    ResponderExcluir
  2. adorei o que vc escreveu... UAHuahUA

    E eu tb to assim.. mas nao tenho ele pra mim! :~

    Alias, tenho.. mas não do jeito que eu quero.. AINDA NÃO!

    x)

    :x

    ResponderExcluir
  3. hahahahahaha.... ai meu deusoooo nao sei qual do dois eh mais bem humorado.. hahahaha.. nao vive sem ela neh??? hunrum VIVO sem fome??? ahahahahahahah... sei sei.... fazer o q neh????? nem falo nada.. mi apresenta essa pessoa??? hahahaha

    ResponderExcluir
  4. Só quero dizer meu brother Bellini... como todo funcionário público o Cupido sempre oferece + regalias pra uns e outros... e o maldito não economizou em flechadas pra mim...

    Pennnsa num cabucu todo torrto... a próx ele vai ter q acertar na cabeça... pq o coração já tem váras cicatrizes... hauhauha

    Eu vou é roubar a flecha desse otário... pra mim acertar nas pessoas certas... hehehehe!

    quem dera fosse assim!

    Adeus Moicano!

    ResponderExcluir
  5. Aline Postigo2:25 PM

    ainda bem que ele tá muito ocupado..
    porque eu aqui não quero a atenção dele tão cedo...
    espero que ele, com essa miupia toda, não confunda pedidos e dispare uma flecha de quem a pediu, para quem nada pediu.
    Ah e como meu sobrenome é super incomum, acho difícil ele confudí-lo com o de alguém.
    Mas quanto a burocracia, a única vez que eu pedi algo pra ele, foi super rápido.Acho que eu sou preferidinha. xD
    Bem em todo caso, votos de felicidade, pq essa fase é a mais linda da vida do ser humano.
    Talvez só perca para a sensação que temos quando um filho nos diz que nos ama.Coisa pela qual ainda não passei, mas devo imaginar como é plena.
    Beijos,
    Aline Postigo =*

    ResponderExcluir