10.08.2005

ANTIPÀTHEIA...

A palavra antipatia tem sua origem em duas outras palavras gregas, ANTI, que significa contra, e PÀTHOS, cuja tradução seria, no bom português afeição, paixão. Basicamente, antipatia representa uma aversão, uma repugnância natural e não-racional que uma pessoa tem por outra e, por analogia, por suas coisas. Vocês devem estar se perguntando: "What´s porra é essa?"... "Por que esse cara tá postando isso?"

Há alguns dias fiquei bastante surpreso, quando soube que algumas pessoas relativamente próximas, com as quais convivo, com as quais inclusive já saí, e que, de certa forma têm a minha admiração e o meu respeito, simplesmente "não vão com a minha cara", isto é, me antipatizam... Pior que isso, fazem isso de forma gratuita, sem que tenhamos tido ao menos uma única conversa daquelas que esclarecem pro outro quem nós somos.

A natureza do ser humano é assim... infelizmente, algumas pessoas preferem viver numa conduta hipócrita, colocando suas máscaras e escondendo aquilo que realmente pensam a nosso respeito. Na verdade, tentando esconder de si mesmas, aquilo que elas próprias são e não suportam ser.

Prefiro ser eu mesmo, prefiro que mostrar quem sou, prefiro dar a oportunidade pras pessoas me conhecerem e aí sim, optarem por gostar ou não de mim, por estar ou não comigo. É mais sensato, correto e adulto. Não tenho mais vinte e poucos anos e nem quero voltar a ter. Talvez isso incomode muita gente. Foda-se! Vejo as coisas sob um ângulo completamente diferente, graças a Deus. Consigo hoje ter a maturidade que sempre quis ter, mantendo meu espírito jovem, fazendo tudo que sempre fiz, sem a insensatez e as posturas infantis de antes, magoando menos as pessoas e pedindo desculpas quando o faço. Tem gente que pensa que vive na "Terra do Nunca", onde o tempo não passa e você nunca cresce... Hipocrisia! Crescer, aprender, amadurecer é inerente aos seres humanos, não se pode escapar disso, apenas escolher dois caminhos... Eu fiz a minha escolha há tempos... Escolhi o caminho mais difícil, porém mais curto... Resolvi deixar de ser menino há quase 10 anos atrás.

Outro dia, quando estiver a fim, falo sobre hipocrisia, uma palavrinha que, pelo visto, anda muito em voga ultimamente.

5 comentários:

  1. Danilo12:47 PM

    É caríssimo,

    Pior do que isso é conviver com pessoas e depois se arrepender de ter feito.

    Se arrepender de não ter enxergado certas coisas, não ser capaz de analisar friamente os sinais de hipocrisia e falsidade.

    Mas é como meu sábio pai diz: "passarinho que come pedra sabe o cu tem". Um dia vai ter volta, não de mim, pq não vou sujar minhas mãos com isso. Mas deixe que a própria vida se encarregue de dar o troco nestes tipos de pessoas.

    Um abraço.

    ResponderExcluir
  2. Rê Spener3:52 PM

    Já fiz muito isso... Não "ir com a cara" de alguém. Hoje em dia é muito mais difícil, tem que ter aprontado com alguém que eu amo...
    Como nossas concepções da vida vão mudando, como vc falou, amadurecer faz parte do processo. É bom ter consciência disso, vive-se beeem melhor.
    Bjaum.

    ResponderExcluir
  3. Eu acho até normal "nao ir com a cara de alguém". A grande merda é qdo a pessoa anda contigo, te trata bem, faz a maior cena do seu lado, falando "graande Bellini, meu amigo, meu caro, etc" e depois por trás mete-lhe a tesoura. Mas como vc mesmo já falou cara, a gente cresceu e teve gente q ficou pra trás. E nao dá pra cobrar maturidade de quem ainda é uma pequena, boba e frágil criancinha, porém com todas as maldades de um adulto daquele tipo mais escroto. Fazer o q??

    Grande abraço diretor!!

    ResponderExcluir
  4. e só pra constar:

    o comentário do danilo foi SOBERBO :D

    ResponderExcluir
  5. Queriiiido...

    Eu já tinha lido o texto ontem, ia até comentar mas como tinha acabado de acordar, tava com um mau humor da porra e não ia sair nada de bom. uhauahuhaua...

    Concordo com o que disse o Dante, apesar de ser preconceito puro, "não ir com a cara" de alguém eu acho até "normal" mas falsidade tem limite. Pqp!

    Comecei a me revoltar, melhor parar de escrever.

    Beijos beibe!

    ResponderExcluir